Tonturas, náuseas, diarreia e outros sintomas conjuntamente ➜ 【setembro 2019】

Tonturas, náuseas, diarreia e outros sintomas conjuntamente

Tonturas, náuseas, diarreia e outros sintomas conjuntamente

Tonturas, náuseas, diarreia e outros sintomas conjuntamente

Sintomas como tonturas, náuseas, diarreias, palpitação, ansiedade ou uma variedade de outros sintomas conjuntamente, são motivo de queixa de muitas  pessoas que procuram respostas ou até mesmo um diagnóstico na internet. Porém, não é de forma alguma aconselhável buscar esse diagnóstico somente por aqui. Nem mesmo este artigo poderá servir de diagnóstico, apenas como um importante norteador que não exclui uma ajuda de um profissional médico presencial. Estes são sintomas de que algo está acontecendo com o seu corpo, e apenas exames adequados poderão aferir exatamente quais são as causas e qual o tratamento adequado.

       Algumas das causas desses sintomas relacionados conjuntamente podem derivar de algumas doenças de várias origens, dentre elas podemos destacar:

A doença do sistema nervoso periférico, chamada de sistema postural de taquicardia ortostática.

Em pessoas adultas pode ser um problema derivado da doença de Parkinson, mas no caso de crianças e adolescentes, ou em adultos não idosos, é mais comumente associada à falta de vitamina B12, e costuma ser hereditária.  Além dos sintomas de tonturas, náuseas, diarreia e palpitações, outros sintomas podem estar correlacionados, como o a diminuição da sudorese, secura na boca e nos olhos, em homens pode causar incontinência urinária, problemas na “micção” e dificuldade com ereção e ejaculação. Nesses casos, o tratamento normalmente envolve aumentar a quantidade de sal na alimentação.

Outra possível doença que acarreta esses e outros sintomas, como fraqueza nos músculos e reflexos fracos, é a Síndrome de Guillain-Barre. Crianças que sofreram alguma infecção viral podem ser as principais vítimas desta síndrome, geralmente pode resultar de alguma interferência do vírus no sistema imunológico.

  Enxaquecas e dores de cabeça também podem causar a maior parte desses sintomas, como dor no estômago, náuseas, tonturas, vertigens e até perda de equilíbrio. Mais comum nos homens do que nas mulheres.

Doença autoimune do ouvido interno, que é causada pelo sistema imunológico hiperativo, também pode ser responsável por sintomas como tonturas, náuseas, equilíbrio comprometido e perda progressiva da audição. No caso desta doença, o tratamento pode ser invasivo com o uso de esteroides, que podem trazer de volta a audição e o equilíbrio em cerca de 60 por cento dos casos, a menos que eles sejam contraindicados, como em casos de diabetes, úlcera péptica e glaucoma.

A Doença de Meniere, é causadora de tonturas, problemas no estômago e também é uma doença do ouvido interno, gerando uma maior pressão no ouvido.  Esta doença pode ser causada por desequilíbrios hormonais, traumas, infecções, alergias alimentares, lúpus ou artrite reumatoide.  Quando esta doença é diagnosticada, significa que o médico descartou a possibilidade de tumores cerebrais.  A melhor forma de lidar com esta doença é anotar os alimentos que fazem mal e evita-los. Nestes casos, deve haver também uma restrição de sal na dieta. O diagnóstico médico geralmente é realizado através de um dispositivo Meniett, uma espécie de tubo inserido no ouvido. Os sintomas são causados por pulsos de pressão na parte interna do ouvido.

Hipotensão Ortostática é uma complicação da pressão arterial baixa, que também pode resultar em sintomas de tontura e problemas no estômago.  Pode acontecer com pessoas que estão começando a tomar mediação para pressão alta, em doses muito elevadas.  Outro motivo pode ser quando existe uma válvula com defeito na artéria carótida, geralmente devido uma diabetes mal controlada.

 

Os Tumores acústicos, que são um tipo de tumor cerebral, também podem causar esses sintomas com perda auditiva em apenas um ouvido.

Geralmente quase todas as causas de tonturas, palpitação e sintomas gástricos (com exceção dos tumores acústicos), ocorre devido o desequilíbrio do sódio. Por vezes, é preciso aumentar a ingestão do sal, e outras vezes é necessário diminuir. Enquanto você ainda não fez uma visita ao médico, pode tentar usar o bom senso para equilibrar o uso do sal na sua dieta.  A reposição da vitamina B12 também deve ser considerada.

Enfatizamos, novamente, que caso você esteja sentindo esses sintomas conjuntamente, ou mesmo apenas alguns deles, procure um médico para avaliar quais é a verdadeira causa e tratamento adequado.