Bula Nikkho-vac

Bula Frontal xr
abril 28, 2017
Bula Tylekin
abril 28, 2017

Apresentação de Nikkho-vac

Solução oral (gotas): Embalagem contendo frasco com 15 ml.
Uso adulto e pediátrico
Composição
Cada ml contém:
Proteínas de substâncias inaláveis 2,50 mcg; Proteínas de substâncias alimentares 7,50 mcg; Antígenos de bactérias das vias respiratórias (em proteínas, correspondentes a 5 bilhões de germes) 8,00 mcg; Veículo (cloreto de sódio, glicerina, timerosal e água) q.s.p. 1 ml.

Informações sobre Nikkho-vac

Nikkho-vac® é um dessensibilizante oral à base de antígenos proteicos mistos, extraídos de alimentos, de substâncias inaláveis e de microrganismos das vias respiratórias. É uma preparação original, uma vez que utiliza a via sublingual, evitando os inconvenientes da via parenteral. Os antígenos proteicos do produto não sofrem destruição em presença das enzimas salivares e são bem absorvidos. A dessensibilização é obtida, administrando-se doses apropriadas dos extratos antigênicos, resultando em uma maior tolerância ou criando um estado de refratariedade do organismo, quando em contato com agentes alergênicos.

Indicações de Nikkho-vac

Nikkho-vac® está indicado para o tratamento dessensibilizante das alergias resultantes da exposição aos fungos do ar, à poeira, aos alimentos e aos germes das vias respiratórias.

Contra-indicações de Nikkho-vac

Nikkho-vac® está contraindicado em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Uso na gravidez de Nikkho-vac

Durante a gravidez e a lactação, o produto deve ser utilizado sob estrita orientação médica. Como qualquer outro medicamento, não se recomenda a sua utilização no primeiro trimestre da gravidez.

Interações medicamentosas de Nikkho-vac

Até o momento, não foram observadas interações com outros medicamentos.

Efeitos Colaterais de Nikkho-vac

Raramente podem ocorrer reações de hipersensibilidade. Dependendo do grau de intensidade dessa reação, deve-se reduzir a dose ou, até mesmo, suspender o seu uso.

Posologia de Nikkho-vac

Adultos: Seis gotas, duas vezes ao dia, por via sublingual.
Crianças até 10 anos: Metade da dose de adultos, a critério médico.
Para maior absorção e melhor efeito, conservar a medicação na boca por alguns minutos, antes de engolir. A terapêutica deve ser mantida até a dessensibilização e depois espaçada, progressivamente, a cada três dias, a cada sete dias e assim sucessivamente, de acordo com o médico.