Bula Micostalab Creme Vag.

Bula Retemic
abril 28, 2017
Bula Heparina – Liquemine
abril 28, 2017

Apresentação de Micostalab Creme Vag.

Creme vaginal 25.000 UI/g – Embalagem contendo 01 bisnaga de 60 g + 14 aplicadores descartáveis.

Indicações de Micostalab Creme Vag.

Micostalab® creme vaginal é indicado para o tratamento de candidíase vaginalI (monilíase).
I CID B37.3 – Candidíase da vulva e da vagina.

Contra-indicações de Micostalab Creme Vag.

Micostalab® creme vaginal é contraindicado para pacientes com história de hipersensibilidade à nistatina ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

Interações medicamentosas de Micostalab Creme Vag.

A interação com outros medicamentos é desconhecida.

Efeitos Colaterais de Micostalab Creme Vag.

Geralmente a nistatina é bem tolerada mesmo em terapia prolongada. Há relatos de casos de irritação e
sensibilidade (incluindo sensação de queimação e prurido).
Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Posologia de Micostalab Creme Vag.

Uso intravaginal.
Micostalab® creme vaginal não deve ser usado para tratamento oral, tópico ou de infecções oftálmicas.
Modo de usar:
1.Após remoção da tampa do tubo, perfurar completamente o lacre do tubo utilizando a parte pontiaguda da tampa.
2.Adaptar o aplicador ao bico do tubo.
3.Puxar o êmbolo do aplicador até o final do curso e em seguida apertar delicadamente a base do tubo de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, preenchendo-o totalmente.
4.Desencaixar o aplicador e tampar o tubo imediatamente.
5.Para aplicar o produto, a paciente deve deitar-se de costas e introduzir o aplicador na vagina suavemente, sem causar desconforto. Em seguida, empurrar o êmbolo com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando assim todo o creme na vagina.
6.Após a aplicação, o aplicador deve ser imediatamente descartado.
Durante a gestação deve-se ter precaução no sentido de evitar pressão excessiva do aplicador contra o colo
uterino.
Precauções higiênicas – vide 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES
Posologia
Geralmente uma aplicação diária (um aplicador cheio) por via intravaginal durante 14 dias consecutivos é suficiente. Em casos mais graves poderá haver necessidade de quantidades maiores (dois aplicadores cheios), dependendo da duração do tratamento e da resposta clínica e laboratorial. As aplicações não deverão ser interrompidas durante o período menstrual. Nas afecções recidivantes, nos casos de suspeita de foco de candidíase nas porções terminais do aparelho digestivo, recomenda-se o uso associado de nistatina de uso oral, para evitar recidivas.