Bula Kytril Comprimidos

Bula Cetrilan
abril 29, 2017
Bula Clanistil
abril 29, 2017

Apresentação de Kytril Comprimidos

Apres. em emb. c/ 2 compr. rev. de 1mg.

Informações sobre Kytril Comprimidos

Os receptores do tipo 5-HT3 da serotonina estão localizados perifericamente nas terminações nervosas vagais e centralmente no quimiorreceptor da zona de desencadeamento da área postrema. Durante o vômito induzido pela quimioterapia, as células mucosas enterocromafins liberam serotonina, que estimula os receptores 5-HT3. Isto evoca uma descarga vagal aferente, induzindo o vômito. Kytril (cloridrato de granisetrona) contém como princípio ativo o cloridrato de granisetrona, que se constitui em um potente antiemético e antagonista altamente seletivo dos receptores de 5-hidroxitriptamina (5-HT3). Estudos com substâncias marcadas radioativamente demonstraram que Kytril (cloridrato de granisetrona) possui uma afinidade insignificante com outros tipos de receptores, incluindo sítios de ligação de 5-HT e dopamina D2.

Indicações de Kytril Comprimidos

Kytril (cloridrato de granisetrona) oral é indicado para a prevenção das náuseas e vômitos agudos e tardios associados à terapia citostática.

Contra-indicações de Kytril Comprimidos

Kytril (cloridrato de granisetrona) é contra-indicado a pacientes com conhecida hipersensibilidade à granisetrona ou aos excipientes.

Uso na gravidez de Kytril Comprimidos

Gestação categoria B: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Embora estudos em animais não tenham demonstrado qualquer efeito teratogênico, não há estudos clínicos com Kytril (cloridrato de granisetrona) na gravidez humana. Não há dados sobre a excreção de Kytril (cloridrato de granisetrona) pelo leite materno. Portanto, Kytril (cloridrato de granisetrona) não deve ser administrado a mulheres que estejam grávidas ou amamentando, salvo nos casos em que o benefício terapêutico esperado para a paciente supere a possibilidade de risco para o feto ou lactente.

Interações medicamentosas de Kytril Comprimidos

Kytril (cloridrato de granisetrona) tem sido administrado com segurança a pacientes fazendo uso de benzodiazepinas, neurolépticos ou antiulcerosos, comumente prescritos com tratamentos antieméticos. Além disso, Kytril (cloridrato de granisetrona) não tem demonstrado qualquer interação medicamentosa aparente com quimioterapias emetogênicas. Nenhum estudo específico sobre interação foi conduzido com pacientes anestesiados, mas Kytril (cloridrato de granisetrona) foi administrado com segurança com anestésicos e analgésicos comumente usados. Além disso, estudos de microssomas humanos in vitro demonstraram que o citocromo P450, subfamília 3A4 (envolvido no metabolismo de alguns dos principais agentes analgésicos narcóticos) não é modificado por Kytril (cloridrato de granisetrona). Kytril (cloridrato de granisetrona) não induziu ou inibiu o sistema de enzimas metabolizadoras de drogas do citocromo P450 em estudos com roedores, nem inibiu a atividade de nenhum dos subgrupos do P450 bem caracterizados estudados in vitro. Em seres humanos, a indução de enzimas hepáticas com fenobarbital resultou em um aumento de aproximadamente um quarto no clearance plasmático total de Kytril (cloridrato de granisetrona) intravenoso. Em estudos in vitro em microssomos humanos, o cetoconazol inibiu a oxidação do anel oxidativo de Kytril (cloridrato de granisetrona). Entretanto, considerando a ausência de uma relação farmacocinética/farmacodinâmica com a granisetrona, acredita-se que estas alterações não apresentam conseqüências clínicas.

Efeitos Colaterais de Kytril Comprimidos

Nos estudos clínicos realizados, Kytril (Cloridrato de granisetrona) foi geralmente bem tolerado. Não foram observados efeitos extrapiramidais ou outras reações sérias relacionadas à administração do produto. Como ocorre com outras drogas da mesma classe, cefaléia e constipação intestinal foram as reações adversas mais comumente observadas, porém de intensidade leve a moderada. Da mesma forma, foram também observadas elevações transitórias nos níveis médios de transaminase hepática, que permaneceram, no entanto, dentro da faixa de normalidade. Rash cutâneo, de menor gravidade, raramente foi notado.

Posologia de Kytril Comprimidos

A absorção de Kytril (cloridrato de granisetrona) geralmente não é influenciada pela alimentação. Adultos Prevenção: 1 comprimido de 1 mg v.o. duas vezes ao dia ou 2 comprimidos de 1mg (total de 2 mg) v.o. uma vez ao dia até uma semana após o tratamento com citostáticos. A primeira dose diária deve ser administrada na hora imediatamente anterior ao início da terapia com citostáticos. Pacientes ldosos Não são necessárias recomendações específicas. Crianças A segurança e eficácia de Kytril (cloridrato de granisetrona) em comprimidos para administração oral não foram estabelecidas para crianças. Pacientes com insuficiência renal ou hepática Não são necessárias recomendações específicas para pacientes com comprometimento renal ou hepático.