Gânglios linfáticos inchados na região da virilha ➜ 【junho 2018】

Gânglios linfáticos inchados na região da virilha

Extração de dentes depois do tratamento do câncer: osteorradionecrosis e outras complicações potenciais
Extração de dentes depois do tratamento do câncer: osteorradionecrosis e outras complicações potenciais
Como acabar com o ronco a Noite?
Como acabar com o ronco a Noite?
Gânglios linfáticos inchados na região da virilha

Gânglios linfáticos inchados na região da virilha

Por todo o nosso corpo podemos encontrar gânglios linfáticos. Tanto logo abaixo da pele quanto no interior do corpo, eles são muito importantes para o sistema imunológico pois protegem o organismo de possíveis infecções.

A região da virilha é uma das áreas inguinais do corpo, onde os gânglios recebem linfa dos pés, pernas, virilhas e genitais.

Qual a causa da inflamação dos gânglios linfáticos na região da virilha?

Os principais motivos causadores desta inflamação são:

  • Uma possível infecção bacteriana, viral, fúngica ou parasitária. Sendo mais comum a infecção de origem bacteriana;
  • Doenças inflamatórias;
  • Pode ser originária de um trauma ou lesão na região da virilha, que pode resultar em inchaço dos gânglios linfáticos. Normalmente o inchaço passa com a cura da lesão;
  • Linfomas, malignidade ou outros cânceres que se espalham para os gânglios linfáticos dos vasos e causam um aumento do gânglio linfático inguinal;
  • Cistos benignos, preenchidos por líquidos, ar ou matéria semi-sólida, localizados próximo da cavidade vaginal , podem causar inchaço dos gânglios linfáticos e precisam ser tratadas, caso o contrário, podem infeccionar e encher de pus;
  • Hérnia inguinal ou femoral;
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DST), como a Sífilis, por exemplo, que se não for devidamente tratada pode causar um inchaço dos gânglios linfáticos;
  • Torção testicular, que ocorre com mais frequência em crianças e adolescentes.

Principais sintomas:

Os gânglios linfáticos inchados são superficiais e podem ser vistos a olho nu e tocados. Dependendo da causa, podem ser acompanhados por outros sintomas:

Quando é causado por uma infecção, pode acompanhar de febre, calafrios, vermelhidão e a área afetada pode ficar quente ao redor.  No caso de câncer, pode vir acompanhada de náuseas, vômitos, perda de apetite e rápida perda de peso, com uma sensação de adoecimento.

Diagnóstico:

Deve-se  procurar um médico para um diagnostico preciso, ele irá avaliar o seu histórico  médico e realizar exames adequados, que serão inicialmente físicos, podendo ser solicitados exames de sangue, ultra-som ou biópsia em caso de suspeita de câncer.

Tratamento:

Os tratamentos variam de acordo com a causa do gânglio linfático inchado. Em alguns casos, eles voltam ao normal com o tempo,  quando se trata de infecções menores.  Mas de qualquer forma, deve-se procurar um profissional médico caso apareçam outros sintomas e o gânglio continuar aumentando de tamanho e de número, ou se mantiverem inchados por mais de uma semana. Observe também a textura , se são móveis, duros ou macios.