Bula Floxicam

Bula Novasutin
abril 29, 2017
Bula Dimicin
abril 29, 2017

Apresentação de Floxicam

Cápsula 10mg: Embalagens com 15 e 450* cápsulas
Cápsula 20mg: Embalagens com 15 e 450* cápsulas
Suspensão Oral-Gotas: Embalagens contendo 1 e 50* frascos com 15mL
*Embalagem Hospitalar

Informações sobre Floxicam

O piroxicam é um agente antiinflamatório não-esteroidal (AINE), com propriedades analgésicas e antipiréticas. O piroxicam é absorvido pelo trato gastrintestinal, e uma dose única de 20mg produz níveis de picos plasmáticos de 1,5 a 2mcg/mL, que são atingidos geralmente de 3 a 5 horas após a administração; a meia-vida plasmática é de aproximadamente 50 horas; 5% da dose é excretada inalterada na urina e fezes, o restante é biotransformado e os metabólitos excretados na urina. Doses contínuas de 20mg de piroxicam produzem níveis plasmáticos em torno de 3 a 8mcg/mL, que se estabiIizam de 7 a 12 dias. O mecanismo de ação do piroxicam ainda não está bem definido, mas admite-se que interage em diversas etapas das respostas imunes da inflamação, através da: inibição da migração de células polimorfonucleares e monócitos para o local da inflamação; da agregação de neutrófilos, da síntese de prostanóides, incluindo as prostaglandinas, inibição reversível da enzima ciclooxigenase e inibição da liberação de enzimas lisossômicas dos leucócitos estimulados.

Indicações de Floxicam

Floxicam está indicado em diversas condições patológicas que requerem atividade antiinflamatória e/ou analgésica, tais como: artrite reumatóide, espondilite anquilosante, artroses, distúrbios músculo-esqueléticos, pósoperatório, gota aguda, estados pós-traumáticos e nos casos de dismenorréia primária.

Contra-indicações de Floxicam

Floxicam ESTÁ CONTRA-INDICADO PARA PACIENTES PORTADORES DE ÚLCERA PÉPTICA, HIPERSENSIBILIDADE A QUAISQUER DOS COMPONENTES DA FÓRMULA, OU INDIVÍDUOS QUE APRESENTARAM SINTOMAS SEMELHANTES DE BRONCOESPASMO, PÓLIPO NASAL E ANGIOEDEMA APÓS ADMINISTRAÇÃO DE ÁCIDO ACETILSALICÍLICO OU OUTROS ANTIINFLAMATÓRIOS NÃO-ESTEROIDAIS (AINES). CONTRA-INDICADO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO. MENORES DE 18 ANOS E HIPERSENSIBILIDADE AOS OXICAMS.

Interações medicamentosas de Floxicam

O uso concomitante com ácido acetilsalicílico ocasiona uma redução dos níveis plasmáticos de piroxicam para cerca de 80% dos valores normais. O uso simultâneo de piroxicam com anticoagulantes orais, cumarínicos ou indandiônicos, heparina ou agentes trombolíticos deve ser controlado cuidadosamente. Piroxicam aumenta os níveis plasmáticos do lítio, portanto recomenda-se uma monitoração destes níveis até o ajuste da posologia adequada.

Efeitos Colaterais de Floxicam

As mais comuns envolvem distúrbios gastrintestinais, tais como: náuseas, vômitos, flatulência, constipação intestinal, diarréia, desconforto epigástrico e abdominal. Em alguns indivíduos podem ocorrer ulceração péptica, perfuração e sangramento gastrintestinal. Raramente podem ocorrer tontura, cefaléia, sonolência, nervosismo, alucinações, confusão mental, vertigem, edema dos olhos, visão turva e irritações oculares. O material das cápsulas de 10 mg e a suspensão oral, contém o corante amarelo de TARTRAZINA (FDC nº 5) que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Posologia de Floxicam

Osteoartrose, artrite reumatóide e espondilite anquilosante: 20mg diários em dose única inicialmente; de acordo com a resposta do paciente a dose pode ser ajustada para 10mg/dia em dose única ou 30mg/dia em dose única ou fracionada. Distúrbios músculo-esqueléticos, traumas e pós-operatório: 40mg/dia em dose única ou fracionada nos dois primeiros dias e a seguir 20mg/dia em dose única durante 5 a 12 dias. Gota aguda: 40mg/dia em dose única no primeiro dia e 40mg/dia em doses fracionadas por mais 6 dias consecutivos. Dismenorréia primária: 40mg/dia em dose única nos dois primeiros dias do período menstrual, seguido por 20mg/dia em dose única até o 5º dia.