Bula Efortil

Bula Nucleo C.m.p.
abril 29, 2017
Bula Atmos
abril 29, 2017

Apresentação de Efortil

Solução oral – 7,5 mg/ml
Comprimidos – 5mg
Comprimidos de 5 mg: embalagem com 20 comprimidos.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS
Solução oral (gotas) de 7,5mg/ml: frasco com 20 ml.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO
USO ORAL
COMPOSIÇÃO Efortil comprimidos:
Cada comprimido contém 5 mg de cloridrato de etilefrina, correspondentes a 4,2 mg de etilefrina.
Excipientes: lactose monoidratada, amido, dióxido de silício, metabissulfito de sódio e boeson VP.
Efortil solução oral:
Cada ml (15 gotas) contém 7,5 mg de cloridrato de etilefrina (0,5 mg/gota), correspondentes a 6,2 mg de etilefrina.
Excipientes: metilparabeno, propilparabeno, metabissulfito de sódio e água purificada.
______________________________________________________________________________
Solução injetável – 10 mg/ml
Solução injetável: embalagens com 5 ampolas de 1 ml
USO INTRAVENOSO, INTRAMUSCULAR OU SUBCUTÂNEO
USO ADULTO E PEDIÁTRICO
COMPOSIÇÃO:
Cada ampola de 1 ml contém 10 mg de cloridrato de etilefrina correspondes a 8,3 mg de etilefrina.
Excipiente: água para injetáveis.
Voltar Topo

Indicações de Efortil

Solução oral – 7,5 mg/ml
Comprimidos – 5mg
Efortil é indicado para o tratamento da hipotensão sintomática ou ortostática, associada geralmente com sintomas como tonturas, sensação de fadiga inexplicável, visão embaçada ou perda da visão, sensação de fraqueza.
___________________________________________________________________________
Solução injetável – 10 mg/ml
Efortil é indicado para o tratamento da hipotensão normovolêmica aguda, síncope cardiovascular.
Voltar Topo

Contra-indicações de Efortil

Efortil é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade à etilefrina ou a qualquer um dos excipientes da fórmula e em pacientes com desregulação hipotensora, a qual produz uma reação hipertensiva ao levantar. Como ocorre com outros agentes simpatomiméticos, Efortil não deve ser administrado a pacientes com:
•hipertensão
•tireotoxicose
•feocromocitoma
•glaucoma de ângulo fechado
•hipertrofia prostática ou adenoma prostático com retenção urinária
•doença arterial coronária
•insuficiência cardíaca descompensada
•cardiomiopatia obstrutiva hipertrófica
•estenose das artérias centrais ou válvulas cardíacas
•Efortil comprimidos: intolerância à galactose
Efortil está contraindicado no primeiro trimestre de gravidez e durante a lactação. Efortil está classificado na categoria C de risco na gravidez.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Voltar Topo

Interações medicamentosas de Efortil

Os efeitos de Efortil podem ser potencializados pela administração concomitante de guanetidina, reserpina, hormônios tireoidianos, simpatomiméticos ou outras substâncias com atividade simpatomimética (como antidepressivos tricíclicos, inibidores da MAO, anti-histamínicos).
Os hidrocarbonetos alifáticos halogenados em anestésicos inalatórios e glicosídeos cardíacos em doses mais elevadas podem aumentar os efeitos dos agentes simpatomiméticos sobre o coração, provocando, assim, o desenvolvimento de arritmias cardíacas.
A di-hidroergotamina aumenta a absorção enteral de Efortil, aumentando a sua ação. A atropina pode potencializar o efeito de Efortil e aumentar a frequência cardíaca.
O efeito dos medicamentos hipoglicemiantes pode ser diminuído.
Agentes bloqueadores adrenérgicos (alfa-bloqueadores e beta-bloqueadores) podem suprimir parcial ou totalmente os efeitos da etilefrina. O tratamento com beta-bloqueadores pode induzir bradicardia reflexa.
Voltar Topo

Efeitos Colaterais de Efortil

•Reação comum (>1/100 e <1/10): cefaleia. •Reações incomuns (>1/1.000 e <1/100): ansiedade, insônia, tremor, inquietação, tontura, palpitação, taquicardia, arritmia, náusea. •Reações com frequência desconhecida (não foi possível calcular com base nos dados disponíveis): hipersensibilidade (reação alérgica), angina pectoris, aumento da pressão arterial, hiperidrose. Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária- NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal. Voltar Topo

Posologia de Efortil

Solução oral – 7,5 mg/ml
Comprimidos – 5mg
Efortil comprimidos e solução oral devem ser ingeridos por via oral, com um pouco de líquido. Obtém-se um efeito especialmente rápido se forem ingeridos antes das refeições. Recomenda-se a seguinte posologia, a menos que seja prescrita outra dose.
Efortil comprimidos 5 mg:
Adultos e crianças acima de 6 anos: 1 a 2 comprimidos, 3 vezes ao dia.
Crianças entre 2 e 6 anos: 1/2 a 1 comprimido, 3 vezes ao dia.
Efortil solução oral (10 gotas = 5 mg):
Adultos e crianças acima de 6 anos: 10 a 20 gotas (5-10 mg), 3 vezes ao dia. Crianças entre 2 e 6 anos: 5 a 10 gotas (2,5-5 mg), 3 vezes ao dia.
Crianças com menos de 2 anos de idade: 2 a 5 gotas (1,25-2,50 mg), 3 vezes ao dia.
O frasco de Efortil solução oral vem acompanhado de um moderno tipo de gotejador, de fácil manuseio: basta colocar o frasco em posição vertical e deixar gotejar a quantidade desejada: (1) romper o lacre da tampa (2) virar o frasco (3) manter o frasco na posição vertical; para começar o gotejamento, bater levemente com o dedo no fundo do frasco.
___________________________________________________________________________
Solução injetável – 10 mg/ml
Se for indicado o uso intravenoso, deve-se preferir a aplicação por meio de infusão gota a gota. Efortil injetável não é compatível com solução de levulose.
Infusão intravenosa: a dose deve ser regulada de forma que se consiga atingir os valores de frequência do pulso e de pressão arterial requeridos e deve ser determinada separadamente para cada paciente. Recomenda-se que os pacientes que recebem infusão intravenosa sejam tratados em uma unidade de cuidados intensivos, com monitorização regular de ECG, pressão arterial e pressão venosa central.
Recomendam-se as seguintes velocidades de infusão:
Adultos e crianças maiores de 6 anos: 0,4 mg/min (0,2-0,6 mg/min)
Crianças de 2 a 6 anos: 0,2 mg/min (0,1-0,4 mg/min)
Crianças menores de 2 anos: 0,1 mg/min (0,05-0,2 mg/min)
Para a infusão deve-se utilizar solução fisiológica de NaCl, solução de Ringer com lactato, solução de glicose a 5% ou solução de xilitol a 10% sem nenhum aditivo suplementar.
Injeção intravenosa: em casos graves de colapso circulatório, Efortil pode ser administrado por injeção intravenosa lenta. Em adultos deve-se administrar a metade do conteúdo de uma ampola de 10 mg (=0,5 ml); as doses para crianças devem ser correspondentemente menores.
Injeção intramuscular e subcutânea:
Adultos: 1 ml
Crianças de 6 a 14 anos: 0,7-1 ml
Crianças de 2 a 6 anos: 0,4-0,7 ml
Crianças menores de 2 anos: 0,2-0,4 ml
Caso necessário, a dose deve ser repetida a intervalos de 1-3 horas.
Dose diária máxima: em geral, não devem ser excedidas as seguintes doses diárias máximas:
Adultos e crianças maiores de 6 anos: 50 mg
Crianças de 2 a 6 anos: 40 mg
Crianças menores de 2 anos: 30 mg
Voltar Topo