Bula Doxazosina lc

Bula Nimesulida Gel
abril 29, 2017
Bula Dispeptrin
abril 29, 2017

Apresentação de Doxazosina lc

USO ADULTO USO ORAL Carduran XL 4 mg em embalagem contendo 20 comprimidos de liberação controlada. Cada comprimido de liberação controlada de Carduran XL 4 mg contém mesilato de doxazosina equivalente a 4 mg de doxazosina base. Excipientes: óxido de polietileno, hipromelose, óxido férrico vermelho, estearato de magnésio, cloreto de sódio, acetato de celulose, macrogol, Opadry branco (YS-2-7063), tinta preta (S-1R-8106), álcool etílico anidro desnaturadoa, acetonaa, álcool isopropílicoa, n-butil álcoola e água purificadaa. a = evapora durante o processo.

Indicações de Doxazosina lc

Hiperplasia Prostática Benigna Carduran XL (mesilato de doxazosina) û comprimido de liberação controlada û é indicado para o tratamento dos sintomas clínicos da hiperplasia prostática benigna (HPB), assim como para o tratamento da redução do fluxo urinário associada à HPB. Carduran XL pode ser administrado em pacientes com HPB que sejam hipertensos ou normotensos. Enquanto não são observadas alterações clinicamente significativas na pressão sangüínea de pacientes normotensos com HPB, pacientes com HPB e hipertensão apresentam ambas as condições tratadas efetivamente com monoterapia com Carduran XL. Hipertensão Carduran XL é indicado para o tratamento da hipertensão e pode ser utilizado como agente inicial para o controle da pressão sangüínea na maioria dos pacientes. Em pacientes sem controle adequado com um único agente anti-hipertensivo, Carduran XL pode ser administrado em associação a outros agentes, tais como diuréticos tiazídicos, ¯-bloqueadores, antagonistas de cálcio ou agentes inibidores da enzima conversora de angiotensina.

Contra-indicações de Doxazosina lc

Carduran XL (mesilato de doxazosina) é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade conhecida às quinazolinas, doxazosina ou a qualquer outro componente da fórmula.

Uso na gravidez de Doxazosina lc

Embora não tenham sido observados efeitos teratogênicos com a doxazosina em estudos com animais, observou-se uma redução da sobrevivência fetal em animais tratados com doses extremamente altas. Estas doses equivalem a aproximadamente 300 vezes a dose máxima recomendada para humanos. Estudos em animais demonstraram que a doxazosina acumula no leite materno. Como não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas ou lactantes, a segurança do uso de Carduran XL nestas condições ainda não foi estabelecida. Dessa forma, durante a gravidez ou lactação, Carduran XL deve ser utilizado quando, na opinião do médico, os potenciais benefícios superarem os potenciais riscos. Carduran XL é um medicamento classificado na categoria C de risco de gravidez. Portanto, este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas de Doxazosina lc

O uso concomitante de doxazosina com inibidores da PDE-5 pode ocasionar hipotensão sintomática em alguns pacientes (vide Advertências). Não foram conduzidos estudos com Carduran XL (mesilato de doxazosina). A maior parte da doxazosina (98%) está ligada às proteínas plasmáticas. Os dados in vitro no plasma humano indicam que a doxazosina não apresenta efeito sobre a ligação protéica da digoxina, varfarina, fenitoína ou indometacina. Carduran sob a forma de comprimido simples foi administrado sem qualquer interação medicamentosa adversa nas experiências clínicas com diuréticos tiazídicos, furosemida, ¯-bloqueadores, antiinflamatórios não-esteróides, antibióticos, hipoglicemiantes orais, agentes uricosúricos e anticoagulantes.

Efeitos Colaterais de Doxazosina lc

Abaixo encontra-se uma lista dos eventos adversos mais comumente relatados (> 1%) durante os estudos clínicos placebo-controlados realizados com Carduran XL (mesilato de doxazosina) no período pré-comercialização. É importante enfatizar que os eventos relatados durante o tratamento não apresentam, necessariamente, uma relação causal com a terapia. Hipertensão Ritmo cardíaco: palpitação, taquicardia. Ouvido e labirinto: vertigem. Gastrintestinal: dor abdominal, boca seca, náusea. Geral: astenia, dor no peito, edema periférico. Músculo-esquelético: dor nas costas e mialgia. Vascular: hipotensão postural. Sistema nervoso: tontura, dor de cabeça. Respiratório: bronquite, tosse. Pele e anexos: prurido. Sistema urinário: cistite, incontinência urinária. Hiperplasia Prostática Benigna Ouvido e labirinto: vertigem. Geral: astenia, edema periférico. Gastrintestinal: dor abdominal, dispepsia, náusea. Infecções e infestações: sintomas da gripe, infecção do trato respiratório, infecção do trato urinário. Músculo-esquelético: dor nas costas e mialgia. Sistema nervoso: tontura, dor de cabeça, sonolência. Respiratório: bronquite, dispnéia, rinite. Vascular: hipotensão, hipotensão postural. Nos estudos clínicos com pacientes com HPB, a incidência de eventos adversos durante o tratamento com Carduran XL (41%) foi semelhante àquela observada com o placebo (39%) e menor quando comparada com Carduran sob a forma de comprimido simples (54%). O perfil de eventos adversos observado em pacientes idosos (> 65 anos) com HPB não demonstra nenhuma diferença quando comparado ao perfil observado na população mais jovem. Na experiência pós-comercialização, os seguintes eventos adversos adicionais foram relatados: Hematopoiético: leucopenia, trombocitopenia. Ouvido e labirinto: tinido (zumbido). Olho: visão turva. Gastrintestinal: constipação, diarréia, dispepsia, flatulência, boca seca, vômito. Geral: fadiga, mal-estar, dor. Hepatobiliar: colestase, hepatite, icterícia. Sistema imunológico: reação alérgica. Exames: testes da função hepática anormais, aumento de peso. Metabolismo e nutrição: anorexia. Músculo-esquelético e tecido conjuntivo: artralgia, cãibra muscular, fraqueza muscular. Sistema nervoso: tontura postural, hipoestesia, parestesia, síncope, tremor. Psiquiátrico: agitação, ansiedade, depressão, insônia, nervosismo. Sistema urinário: disúria, hematúria, disfunção urinária, aumento na freqüência urinária, noctúria, poliúria, incontinência urinária. Sistema reprodutivo e mama: ginecomastia, impotência e priapismo. Respiratório: agravamento de broncospasmo, tosse, dispnéia, epistaxe. Pele e anexos: alopecia, prurido, púrpura, rash cutâneo, urticária. Vascular: rubor, hipotensão. Os seguintes eventos adversos adicionais foram relatados durante a fase experimental de comercialização entre os pacientes tratados para hipertensão, mas esses, em geral, não são distingüíveis dos sintomas que podem ocorrer na ausência de exposição à doxazosina: bradicardia, taquicardia, palpitação, dor no peito, angina do peito, infarto do miocárdio, acidentes vasculares cerebrais e arritmias cardíacas.

Posologia de Doxazosina lc

Cada comprimido de Carduran XL 4 mg contém mesilato de doxazosina equivalente a 4 mg de doxazosina base. Hiperplasia Prostática Benigna Um número significativo de pacientes pode ser controlado com 4 mg em dose única diária. O efeito ideal da doxazosina pode levar até 4 semanas. Caso necessário, após esse período, a dose pode ser aumentada para 8 mg em dose única diária, conforme a resposta do paciente. A dose máxima recomendada é de 8 mg administrados 1 vez ao dia. Hipertensão Os pacientes estabilizados com 1 a 4 mg diários de Carduran (mesilato de doxazosina) na forma de comprimidos simples podem ser controlados com sucesso com 4 mg diários de Carduran XL comprimidos de liberação controlada. Os pacientes estabilizados com 8 mg diários de Carduran na forma de comprimidos simples podem ser controlados com 8 mg diários de Carduran XL comprimidos de liberação controlada. Dose Omitida Caso o paciente esqueça de administrar Carduran XL no horário estabelecido, deve fazê-lo assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de administrar a próxima dose, deve desconsiderar a dose esquecida e utilizar a próxima. Neste caso, o paciente não deve tomar a dose duplicada para compensar doses esquecidas. O esquecimento de dose pode comprometer a eficácia do tratamento.