Defeito do septo atrial

Atresia do tricúspide
Abril 1, 2017
Persistência do canal arterial
Abril 1, 2017

.

Qual é o defeito do septo atrial?

Defeito do septo atrial (DSA) é uma malformação cardíaca congênita em que há uma comunicação anormal entre os dois átrios (as câmaras superiores do coração). Porque a pressão no lado esquerdo do coração é maior do que o lado direito, defeito do septo atrial permite a passagem do sangue do átrio esquerdo para o átrio direito (esquerdo – direito). A quantidade de sangue suntata no lado esquerdo do coração no direito depende do tamanho do defeito do septo atrial.
Isto leva a um aumento do volume de sangue no lado direito do coração e dos pulmões. O aumento do fluxo de sangue para o ventrículo direito e os pulmões faz com que o ventrículo direito para trabalhar mais. Eventualmente, o ventrículo direito não pode bombear o sangue de forma eficiente para os pulmões (direito de insuficiência cardíaca). O aumento do fluxo sanguíneo nos pulmões favorece o aparecimento de infecções pulmonares e hipertensão pulmonar (pressão do sangue nas artérias pulmonares torna-se maior do que o normal, isso aumenta o esforço do lado direito do coração).
Como desenvolver o defeito do septo atrial?
O coração começa a se formar como uma única estrutura tubular chamada em volta da quarta semana de gravidez. Até a oitava semana, este tubo vai aumentar gradualmente em comprimento, possivelmente, questionando-lo.Uma parede (ou septo), cresce para separar os quartos superior (atrial) e inferior (ventrículo), em dois quartos, a partir da direita e da esquerda. Se um problema ocorrer durante esse processo, eles desenvolvem defeito do septo atrial.
Durante o desenvolvimento do feto, o septo interatrial desenvolve para separar o átrio esquerdo e o direito. Forame oval (buraco oval) é uma abertura entre os dois átrios do coração fetal, situado no postero-inferior do septo. O Forame oval permanece aberto durante o desenvolvimento fetal para permitir que o sangue do sistema venoso para chegar diretamente para os pulmões e de volta para a circulação sistêmica. Isto é devido ao fato de que o oxigênio do sistema arterial do feto, é fornecida pela própria placenta, os pulmões do feto são nefunctionali quando se trata de oxigenação sanguínea (pulmões fetais têm a função de produzir o líquido amniótico). Uma camada de células começa a cobrir o forame oval durante o desenvolvimento fetal e após o nascimento, a pressão na circulação pulmonar diminui, provocando o fechamento do forame oval inteiramente. Em cerca de 25% dos casos, o forame oval não fecha totalmente. Isso é conhecido como uma comunicação interatrial tipo de comunicação interatrial tipo ostium secundum (o tipo mais comum de comunicação interatrial).
Quais são os tipos de comunicação interatrial?
– DSA tipo de óstio primum está localizado na parte inferior do septo de atrial e é quase sempre acompanhada por uma anomalia da válvula mitral e / ou da válvula tricúspide. DSA tipo de óstio primum raramente se fecha por si mesma e a intervenção cirúrgica é quase sempre necessário.
– DSA tipo de comunicação interatrial tipo ostium secundum está localizado na área do forame oval. Durante o desenvolvimento fetal, há uma comunicação normal ao nível do septo átrio chamado forame oval (buraco oval), que é coberto pelo septo primum. Após o nascimento, quando a pressão aumenta no átrio esquerdo pulmões começa a funcionar ( para oxigenar o sangue), o septo primum deve ser para fechar o forame oval. DSA tipo de comunicação interatrial tipo ostium secundum ocorre quando o septo primum está ausente ou anormal.
– DSA tipo venosa sinusal está localizado na parte superior do septo de atrial.
Quais são os fatores de risco?
– Os que têm síndrome de Down (uma doença genética na qual o feto é afetado tem três cromossomos 21 em vez de duas) mostra o maior freqüência de cardiopatias congênitas.
– Crianças com outras cardiopatias congênitas,
– Rubéola congênita é uma condição extremamente grave e que ocorre como consequência da transmissão do vírus da rubéola, através da placenta durante a gravidez. O risco de rubéola congênita é o maior como o vírus atravessa a placenta no primeiro trimestre da gravidez, quando embriogênese e organogénese (desenvolvimento dos tecidos e órgãos do futuro feto). Rubéola congênita é freqüentemente associada a cardiopatias congênitas.
– Diabetes mellitus não controlada, na casa da mãe afeta o nível de açúcar no sangue (a quantidade de glicose no sangue) para o feto, com efeitos danosos sobre o desenvolvimento do feto.
– O consumo de medicamentos, de álcool e de drogas ou exposição a produtos químicos e radiação durante a gravidez pode afetar o desenvolvimento do feto.
Quais são os sintomas do defeito do septo atrial?
O tamanho do defeito do septo atrial e local para determinar o tipo de sintomas presentes. A maioria das pessoas que têm comunicação interatrial não tem sintomas. Os sintomas que podem ocorrer em caso de defeito do septo atrial?
– Falta de ar ( dispnéia) durante o esforço
– Problemas respiratórios e infecções, como a pneumonia, frequentes
– Palpitações no coração – a pessoa sente-se alterações no ritmo cardíaco ou sente-se como o coração do â€?saltou um bataieâ€?. Palpitações podem ser criar sentimento de desconforto e ansiedade (medo) em algumas pessoas.
– Falta de apetite
O crescimento de peso inadequado
– Fadiga

.

.

Quais são as complicações de defeitos do septo atrial?
Defeito do septo atrial pequeno nunca determinar o aparecimento de complicações, eles estão fechados, quase sempre, durante a infância. Defeitos do septo atrial grande pode causar as seguintes complicações:
– Hipertensão pulmonar – No caso em que uma comunicação interatrial grande não é tratada, o aumento do fluxo de sangue para os pulmões leva ao aumento da pressão nas artérias pulmonares (hipertensão pulmonar).
– Síndrome de Eisenmenger – Em tempo de danos para as artérias pulmonares e hipertensão pulmonar pode se tornar irreversível. Esta complicação é chamado de síndrome de Eisenmenger. Esta complicação geralmente se desenvolve ao longo de muitos anos e só ocorre em uma pequena porcentagem de indivíduos com defeitos do septo atrial grande.
– Direito de insuficiência cardíaca – a Incapacidade do lado direito do coração para cumprir a função de bombeamento e de propulsão do sangue.
– Arritmias – Distúrbios do ritmo cardíaco. A fibrilação Atrial afeta de 15% a 20% dos casos de DSA não operado. Outras arritmias presente no DSA, são flutter-sítio atrial, taquicardia atrial e síndrome do nó sinusal doente.
– Aumento do risco de acidente vascular cerebral – Pessoas com defeitos do septo atrial grande, em especial aqueles com a síndrome de Eisenmenger, têm risco aumentado de acidente vascular cerebral devido a um coágulo de sangue que pode migrar para o cérebro.

.

Exame clínico
Porque as pessoas com comunicação interatrial, muitas vezes, não têm sintomas, o diagnóstico geralmente é suspeito durante uma verificação de rotina. A palpação revela pulsação epigástrica do ventrículo direito e a pulsação da artéria pulmonar nos espaços intercostais 3 e 4 para a esquerda. A ausculta de ruídos 1 o coração endurecido.
A oximetria de pulso
O método pelo qual ele mede a taxa de pulso e o grau de oxigenação do sangue, com a ajuda de um aparelho chamado oxímetro de pulso.
Ecocardiografia
A ecocardiografia utiliza ultra-som para obter imagens dos átrios,ventrículos,válvulas e o pericárdio ( a folha que é encontrado em cerca de coração). O ecocardiograma é útil para medir as dimensões das câmaras do coração, da força de contração do miocárdio, a espessura das paredes do coração e do módulo de operação das válvulas. A ecocardiografia pode ser usada para calcular a fração de ejeção do ventrículo esquerdo (a quantidade de sangue bombeado pelo ventrículo esquerdo durante uma contração). Ecocardiografia sob suspeita a existência da DSA na base da modificação inespecíficos: dilatação do átrio direito, ventrículo direito e mova paradoxalmente septo. Este defeito é, em seguida, confirmado por exame de Doppler (medição do diâmetro).
Raio-X de tórax
Raio-X do peito é uma imagem do peito em que se pode ver o coração e os pulmões, obtido por expondo o peito para radiação X. Nos primeiros anos de vida, se o shunt é pequeno no raio-x de tórax é visto com aspecto normal da silhueta cardíaca e da circulação pulmonar. Quando o shunt esquerda-direita é moderada ou grande cavidades direitas do coração se expande, a primavera, meio de esquerda e inferior direita bombeaza, e o desenho vascular pulmonar é enfatizada.
Eletrocardiograma (ECG).
Eletrocardiograma (ECG) é uma rota de impulsos elétricos do coração gravado com pequenos eletrodos que são anexados no peito e se conecta a um eletrocardiógrafo. Em pacientes com DSA comunicação interatrial tipo ostium secundum eixo do QRS é desviada para a direita, como no óstio primum eixo QRS é desviado para a esquerda. Em todos os tipos de DSA, o alongamento do intervalo PR é frequentemente encontrado. O ecg pode revelar ritmos cardíacos irregulares ( arritmias).
Cateterismo cardíaco e angiografia
O cateterismo cardíaco é um procedimento invasivo que fornece informações detalhadas sobre as estruturas dentro do coração. Cateterismo cardíaco envolve a inserção de um cateter (tubo flexível de plástico) através da veia ou artéria femoral, até o nível do coração (átrio direito e esquerdo). No decurso da intervenção é medida a pressão arterial e o oxigênio em quatro câmaras do coração, bem como na artéria pulmonar e a aorta. Um material de contraste é comumente injetada para visualizar mais claramente as estruturas no interior do coração (angiografia).
Ressonância magnética cardíaca
Ressonância magnética cardíaca é um método de investigação moderna, que permite a obtenção de imagens do coração, sem o uso de raios-X (Roentgen). O dispositivo que realiza essa trabalhos de investigação sobre a base de ondas magnéticas.

Tratamento medicamentoso
• os Diuréticos são drogas que aumentam o volume de urina (eliminação da urina) e reduzir o volume de sangue e a pressão nos vasos pulmonares e sistêmicas, de modo que o coração trabalha menos para bombear o sangue, e o paciente se sente muito melhor.
• a Digoxina é um fármaco utilizado no tratamento da insuficiência cardíaca. A principal ação da digoxina é diminuir a frequência cardíaca e aumentam a intensidade (força) de contrações do coração.
• Antibióticos é recomendado quando o paciente é diagnosticado com comunicação interatrial de realizar uma manobra invasiva (sangramento), que podem entrar na circulação sanguínea de um micro-organismo de bactérias e que pode, em seguida, localize o nível do coração (endocardite). A terapia antibiótica é recomendada antes de executar as seguintes manobras: cirurgia dental, sangramento, procedimentos cirúrgicos de qualquer tipo, a cirurgia de cesariana (parto fisiológico, é contra-indicado em pacientes com estenose mitral), trauma (fraturas, contusões, cortes, etc.), para investigações como: endoscopia digestiva superior, colonoscopia, cistoscopia, tubulações gastro-duodenal, etc. (somente em determinados casos cuidadosamente selecionados).Independentemente do tamanho do defeito, crianças com VSD requerem tratamento antibiótico profilático em caso de qualquer tipo de cirurgia.
Tratamento cirúrgico
A cirurgia de defeito do septo atrial é a prática da regra em torno da idade de 5 a 7 anos. A maioria das vezes esta cirurgia envolve uma esternotomia (cirúrgico abertura do esterno). A estratégia para fechar o defeito durante a cirurgia depende do tamanho do defeito e a sua localização. Defeitos do septo pequenas são fechadas por sutura ( costura com rosca ou pinos, reunindo as bordas). Defeitos do septo grande são corrigidos através da aplicação do patch (patch) feito de material sintético ou tecido (e.g. pericárdio).
Quando uma comunicação interventricular ocorre associada a outras cardiopatias congênitas, a cirurgia se torna mais complicado. No entanto, as cirurgias para a correção do defeito do septo atrial tem um risco relativamente baixo (mortalidade de menos de 1%), alta taxa de sucesso e de internação de curta duração (3-5 dias). A ocorrência de síndrome de Eisenmenger (hipertensão pulmonar irreversível) representa uma contra-indicação para a cirurgia.
Uma alternativa para o fechamento cirúrgico do DSA é o seu encerramento com a ajuda de um dispositivo do tipo “guarda-chuva”, introduzido pelo cateterismo cardíaco. Cateterismo cardíaco envolve a inserção de um cateter (tubo flexível de plástico) através da veia ou artéria femoral, até o nível do coração (átrio direito e esquerdo). Quando o defeito é pequeno e os pacientes são assintomáticos, não é necessário fechá-lo. Às vezes, pequenos defeitos pode fechar espontaneamente durante a infância.