Bula Arovit

Bula Sinustrat Natural
abril 29, 2017
Bula Hemovirtus
abril 29, 2017

Apresentação de Arovit

Drágea contendo 50.000 UI de acetato de retinol (vitamina A). Embalagem com 30 drágeas.
USO ORAL
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Cada drágea contém:
acetato de retinol (vitamina A) …………………………………………….50.000 UI
(correspondente a cerca de 17 mg de acetato de retinol)
Excipientes: sacarose, amido, amidoglicolato de sódio, betacaroteno, cantaxantina, celulose microcristalina, estearato de magnésio, goma arábica, óxido de magnésio, petrolato branco, povidona, talco e petrolato líquido.

Indicações de Arovit

Hipovitaminose A (carência de vitamina A) caracterizada por: cegueira noturna, xeroftalmia, ceratomalácia, manchas de Bitot, xerose cutânea, distúrbios da queratinização (hiperqueratose folicular), atrofia das glândulas sebáceas e mucosas e crescimento retardado.

Contra-indicações de Arovit

Arovit® é contraindicado nas seguintes situações:
-Hipersensibilidade conhecida ao retinol (vitamina A) ou a qualquer um dos componentes do produto
-Hipervitaminose A
-Em mulheres grávidas ou que possam vir a engravidar
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento.

Interações medicamentosas de Arovit

Os contraceptivos orais podem elevar os níveis plasmáticos da vitamina A.
Outros medicamentos, como antiácidos contendo alumínio, colestiramina, colestipol, neomicina, bem como o óleo de parafina podem diminuir a absorção de vitamina A. Portanto, deve-se respeitar um intervalo de 1 a 2 horas entre a ingestão de Arovit® e qualquer um destes medicamentos.
A minociclina pode aumentar o risco de pseudotumor cerebral.
Os anticoagulantes, trombolíticos e outros inibidores da agregação plaquetária podem aumentar o risco de sangramento. A administração concomitante de altas doses de vitamina A e medicamentos como, por exemplo, a varfarina ou o clopidrogel podem provocar um aumento do efeito anticoagulante.
Os análogos da vitamina A podem aumentar o risco de toxicidade por vitamina A.

Efeitos Colaterais de Arovit

?Distúrbios visuais: Alterações da visão.
?Distúrbios gastrintestinais
Dor abdominal e gastrintestinal, náusea, vômito e diarreia.
? Distúrbios hepato-biliares
Icterícia, hepatomegalia, esteatose hepática.
Cirrose, fibrose hepática e hepatotoxicidade têm sido associadas ao tratamento por período prolongado com vitamina A (ver item ADVERTÊNCIAS).
? Distúrbios do sistema imunológico
Reações alérgicas, reação anafilática e choque anafilático.
Foram descritas reações de hipersensibilidade com suas respectivas manifestações clínicas e laboratoriais que incluem reações leves a moderadas afetando potencialmente a pele, o trato respiratório, o trato gastrintestinal e o sistema cardiovascular, incluindo sintomas como erupção cutânea, urticária, edema alérgico, prurido, insuficiência respiratória e, muito raramente, reações graves incluindo choque anafilático foram descritas.
? Alterações Laboratoriais
Prova de função hepática alterada, elevação da aspartato aminotransferase e alanina aminotransferase, elevação dos níveis plasmáticos de triglicérides no sangue.
?Distúrbios metabólicos e do metabolismo Hipercalcemia e alteração do metabolismo de lipídios.
?Distúrbios musculoesquelético e do tecido conjuntivo
Osteoporose e dor óssea; o elevado aporte de vitamina A via dieta ou suplementação tem sido associado ao aumento de osteoporose e do risco de fraturas de quadril.
? Distúrbios do sistema nervoso
Cefaleia. Cefaleia de início abrupto pode ser um sintoma de pseudotumor cerebral (ver item SUPERDOSE).
? Distúrbios da pele e do tecido subcutâneo
Prurido, urticária, rash, pele seca, dermatite esfoliativa. Alopecia, dermatite, eczema, eritema, hipopigmentação da pele, alterações da textura do cabelo e pelos, hipotricose, mucosas secas, fragilidade da pele e queilite têm sido associados ao uso crônico de vitamina A. Alterações dérmicas estão frequentemente entre os primeiros sinais de hipervitaminose A.
Em caso de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Posologia de Arovit

Adulto
Tratamento dos sintomas de carência – 50.000 UI (1 drágea)
Tratamento da cegueira noturna – 200.000 UI (4 drágeas) no 1º dia, repetir após 24h e após 4 semanas
Este medicamento não deve ser partido aberto ou mastigado.